Categorias
Notícias

Mais de 130 mil micro e pequenas empresas conseguiram crédito pelo PRONAMPE

A Secretaria Secretaria Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade (SEPEC), do Ministério da Economia, inofrmou que R$ 10 bilhões já foram liberados para 130 mil micro e pequenas empresas (MPEs), nesta nova fase do Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (PRONAMPE).

Ao todo, serão disponibilizados R$ 25 bilhões em cerca de 20 instituições financeiras que estão operando o Programa. Segundo fonte da SEPEC, “esse é mais um resultado do compromisso firmado pela SEPEC/Ministerio da Economia em caminhar ao lado das MPEs, dando as condições necessárias para o crescimento, a geração de emprego e de renda para os brasileiros”.

O presidente da Conampe e da Fampepar, Ercílio Santonini, considera o PRONAMPE permanente uma conquista da maior importância para as micro e pequenas empresas e espera que o crédito continue chegando ao maior número de empresas possível.
A Fampepar e a Conampe têm defendido, junto ao Ministério da Economia, o acesso efetivo ao crédito e outras políticas públicas de apoio aos pequenos negócios, condições essenciais nesse momento de enfrentamento à crise provocada pela pandemia.

Categorias
Notícias

Banco do Brasil retoma contratação do Pronampe

O Banco do Brasil está retomando as contratações do Pronampe. No Paraná, o banco tem 125 mil empresas mapeadas. A superintendência do banco, no Paraná, está empenhada em trazer para o estado a maior quantidade possível de recursos do programa, atendendo a micro e pequenas empresas.

Quem prentende crédito pelo Pronampe deve procurar o Banco do Brasil. No Paraná, o banco está com uma mobilização especial para atender aos pequenos negócios.

Categorias
Notícias

Presidente sanciona lei que torna Pronampe permanente

O presidente Jair Bolsonaro sancionou nesta quarta-feira (2 de junho) a lei que torna permanente o Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe). O anúncio foi feito em vídeo publicado por Bolsonaro nas redes sociais, em que ele aparece acompanhado de ministros e do senador Jorginho Mello (PL-SC), autor do projeto.

“Estou agora sancionando a nova lei do Pronampe, que vista atender as pequenas empresas e o microempresário, de forma permanente”, declarou Bolsonaro.

O Pronampe foi criado em maio de 2020 para auxiliar financeiramente os pequenos negócios e, ao mesmo tempo, manter empregos durante a pandemia de covid-19, mas foi encerrado no fim do ano. Para restabelecer a iniciativa, o Congresso Nacional aprovou um novo projeto de lei que teve tramitação concluída no Senado no dia 11 de maio e aguardava apenas a sanção presidencial para entrar em vigor.

Ao longo do ano passado, o Pronampe disponibilizou mais de R$ 37 bilhões em financiamentos para quase 520 mil micro e pequenos empreendedores. As empresas beneficiadas assumiram o compromisso de preservar o número de funcionários e puderam usar os recursos para financiar a atividade empresarial, como investimentos e capital de giro para despesas operacionais.

Na nova fase, o governo disponibilizou crédito de R$ 5 bilhões, mas a expectativa é que os bancos que vão operacionalizar os financiamentos possam alavancar os recursos disponíveis para cerca de R$ 25 bilhões, disse o senador Jorginho Mello (PL-SC). Ainda de acordo com o parlamentar, pelo menos 20% desse recurso será destinado a empreendedores da área de eventos, por causa dos prejuízos causados pela paralisação dessas atividades durante a pandemia.

“O micro e o pequeno empresário no Brasil representam 98% de todas as empresas e nunca tiveram uma linha de crédito com essa abrangência, [com] fundo garantidor, carência, juro decente e possibilidade de melhorar o seu negócio”, afirmou o senador no vídeo publicado nas redes sociais de Bolsonaro.

Os novos empréstimos feitos pelo Pronampe, considerados a partir de janeiro de 2021, poderão ter custo máximo de 6% ao ano, mais taxa Selic (3,5% ao.ano). As instituições bancárias participantes do programa operarão com recursos próprios e poderão contar com garantia a ser prestada pelo Fundo Garantidor de Operações (FGO), administrado pelo Banco do Brasil. Esse fundo servirá como garantia para até 100% do valor das operações, desde que todos os empréstimos feitos pelo instituição não tenham taxa de inadimplência maior que 85%.

A linha de crédito concedida pelo Pronampe corresponderá a até 30% da receita bruta anual calculada com base no exercício anterior ao da contratação, salvo no caso de empresas que tenham menos de um ano de funcionamento. Nesse caso, o limite do empréstimo corresponderá a até 50% de seu capital social ou a até 30% de 12 vezes a média da receita bruta mensal apurada desde o início de suas atividades, valendo a opção mais vantajosa para o pequeno empresário.

Para o ministro da Economia, Paulo Guedes, que participou do anúncio da sanção do Pronampe permanente, o programa democratiza o acesso ao crédito no país. “Pela primeira vez nessa recuperação, 48% da expansão de crédito foram para o pequeno e o médio”, afirmou o ministro.

A Fampepar, ao lado da Conampe, defendeu desde o ano passado a transformação do Pronampe em programa permanente. Este é um avanço muito importante para as micro e pequenas empresas.

Fonte: Agência Brasil.

Categorias
Notícias

Acompanhe as notícias aqui no site

O nosso site da Fampepar está ligado às notícias do site da Conampe. Acompanhe sempre, além dos blog, as publicações na seção notícias.

O destaque de hoje é a aprovação, na Câmara dos Deputados, do projeto de lei que torna o Pronampe um programa permanente.

Leia mais aqui.

Ver todas as notícias.

Na sesção eventos acompanhe as atividades da Conampe. Confira sempre:

Eventos.

Categorias
Notícias

AntecipaGov facilita o crédito para fornecedores do governo federal

Para os fornecedores que possuem contratos ativos com a Administração Pública Federal está disponível o AntecipaGov, um programa de antecipação de recebíveis, que permite a utilização de contratos administrativos como garantia para fazer empréstimos e financiamentos em instituições financeiras credenciadas pelo Ministério da Economia.
A antecipação de crédito pode ser no valor correspondente a até 70% do que o fornecedor ainda tem a receber. O programa, desenvolvido pelo Serpro, traz mais segurança para instituições financeiras e mais simplicidade, agilidade e economia na antecipação de crédito aos fornecedores.
A SEPEC Ministério da Economia ressalta que o AntecipaGov é mais uma das ações em uma ampla estratégia do Governo do Brasil para ampliar o acesso ao crédito empresarial no Brasil.

O presidente da Conampe, Ercílio Santinoni. considera o AntecipaGov uma solução para a inadimplência do setor público com as MPEs. Ele defende que a medida seja reivindicada aos Estados e Municípios.
Sem dúvida a anteicipação é de grande importância para as empresas fornecedoras do setor público, no caso, do Governo Federal.

Tem alguma dúvida? Pergunte para a Conampe.
Escreva para contato@conampe.org.br ou mande um WhatsApp para (41) 99789-8127

Categorias
Notícias

Crédito e Refis serão fundamentais, no começo de 2021

No ano passado a Conampe defendeu, durante todo o ano, a necessidade de ampliação do crédito para os pequenos negócios e, principalmente, a chegada efetiva desses recursos às empresas. Sem dúvida, ocorreram avanços, mas ainda é necessário continuar ampliando tanto o volume de crédito quanto as condições mais favoráveis para atendimento às demandas pontuais e características das microempresas, dos MEIs e das pequenas empresas. Projetando 2021, o presidente da Conampe, Ercílio Santinoni, está ao lado do presidente do Sebrae, Carlos Melles, para quem a disponibilidade de crédito, aliada a políticas de aumento da produtividade, será a chave para a recuperação de micro e pequenas empresas neste ano.

A Conampe também considera prioridade a criação de um novo programa de parcelamento tributário (Refis) para as micro e pequenas empresas; a prorrogação, por mais três meses, do programa que permitiu a suspensão de contrato e redução de jornada de trabalhadores; e o lançamento de novos editais para adesão de empresas do Simples Nacional à transação tributária.

A confederação também espera para muito breve o anúncio pelo Ministério da Economia do Sistema Nacional de Garantias.

O presidente da Conampe, Ercílio Santinoni, é otimista. Revela que no ano passado as equipes do Ministério da Economia estiveram muito atentas aos pequenos negócios e que os estudos de políticas públicas de apoio aos pequenos são muitos e estão adiantados. Exemplo é o Sistema Nacional de Garantias, que poderá incluir e beneficiar milhares de microempresas, em todo o país.

Categorias
Notícias

Pronampe empresta mais R$ 4,9 bi na terceira etapa do Pronampe

Mesmo considerando que o prazo das operações foi extremamente pequeno, a medida provisória editada no apagar das luzes do ano permitiu que mais R$ 4,9 bilhões chegassem às empresas através do Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe). A informação da manhã, que atualizamos agora à tarde, era de R$ 4,4 bilhões, mas a subsecretária de Desenvolvimento das Micro e Pequenas Empresas, Empreendedorismo e Artesanato do Ministério da Economia, Antônia Tallarida, atualizou os número agora há pouco (13 horas).

Gustavo Ene, secretário de Desenvolvimento da Indústria, Comércio, Serviços e Inovação da Sepec/Ministério da Economia (ME), revelou que este resultado só foi possível graças a um trabalho intenso da equipe comandada por Carlos Da Costa: Todos se esforçaram a atuaram, não medindo esforços e trabalhando dia e noite, véspera e natal, sábado e domingo para conseguir estes mais esses R$ 4,4 bilhões de crédito às empresas. Ele reconheceu, ainda, o esforço da subsecretária Antônia Tallarida e do time da SEMP/ME.

Os números totais demonstram o quando a Sepec trabalhou junto aos bancos para anpliar o acesso efetivo das empresas ao crédito:
PEAC/FGI: R$ 92 bilhões, para 114 mil empresas.
PRONAMPE: R$ 37,6 bilhões, para 517 mil empresas.

Propostas para 2021

Pronampe permanente – A Conampe considerou o Pronampe um passo extremamente importante para o atendimento às microempresas. Desde o começo defendeu junto ao governo e ao Congresso Nacional, no Conselho das Microempresas da Sepec e no Fórum Permanente das Microempresas e Empresas de Pequeno Porte, a importância da transformação do Pronampe em programa permanente.

Esta extensão do programa já foi anunciada pelo secretário Carlos Da Costa e foi aprovada no Senado. Fundamental agora é a regulamentação do Pronampe nas suas etapas em 2021. Não há dúvida de que as empresas vão precisar muito de crédito no próximo ano. O agravamento da covid-19, em novembro e especialmente em dezembro interrompeu o ritmo de retomada da economia, que vinha se estabelecendo.

Peac Maquininhas permanente – O Programa Emergencial de Acesso a Crédito – Peac Maquininhas, com recursos do BNDES, foi muito oportuno e acessível para as empresas que vendem com cartões de crédito e débito. A Conampe defende que esse programa seja tornado permanente.

Foram atendidas 105 mil empresas, com crédito que ultrapassou os R$ 3 bilhões.

Além da continuidade do programa, a Conampe identificou a necessidade de um atendimento mais direto às empresas, resolvendo problemas pontuais que impediram muitas delas de terem acesso ao crédito.

Crédito para MEIs – Milhões de microempreendedores individuais precisam de auxílio e crédito. A Conampe defende a criação de linhas e de atendimento especial aos MEIs.

Acesso ao crédito – Ao defender mais crédito e mais acesso a ele por parte dos pequenos negócios, a Conampe reconhece os grandes e importantes avanços em 2020. O presidente da Conampe, Ercílio Santinoni, reafirma que nunca o segmento foi tão consultado e ouvido: “Houve um grande empenho da Sepec/Ministério da Economia para atender as microempresas, os MEIs e as pequenas empresas, isso é preciso destacar”. Para Ercílio, “as conquistas, como o Pronampe, o Peac Maquininhas, auxiliaram milhares e milhares de empresas, mas a demanda por crédito ainda é muito grande e há inovações que precisam e podem ser feitas, em benefício de um setor importante para as economias locais, para a geração de postos de trabalho e o equilíbrio social no país”.

Em 2021, a Conampe vai continuar fazendo o seu melhor na representação e defesa dos pequenos negócios, atuando juntos aos poderes públicos e Fórum Permanente, em todos os espaços possíveis e oferecendo às empresas cursos, treinamento, informações e atendimento, desenvolvendo as etapas do programa Associativismo 4.0.

Categorias
Notícias

Último dia para pedir crédito pelo Conampe Peac Maquininhas

Hoje, segunda-feira, dia 28 de dezembro, é o último dia para solicitar crédito na linha Conampe Peac Maquininhas. Clique aqui e peça o seu agora mesmo!

Para MEIS e microempresas que não operam com maquininhas, sugerimos visitar o portal do governo: Clique aqui – Empresas&Negócios

A Conampe deseja muito sucesso a todos os empresários e empreendedores!
Vamos continuar divulgando as linhas de crédito e trabalhando para mais acesso, em 2021.

Peça o seu crédito Conampe Peac Maquininhas, agora mesmo – Clique AQUI!

Categorias
Notícias

Crédito: Ainda dá tempo! Confira já, prazos e novidades

Ainda dá tempo de solicitar crédito na linha Conampe Peac Maquininhas. Clique aqui e peça o seu até segunda-feira, dia 28 de dezembro.

Também foi aprovada a terceira parcela do Pronampe, na Câmara dos Deputados. Temos informações de qua Caixa está operando. Vamos conferir nessa segunda-feira, dia 28.

Para MEIS e microempresas que não operam com maquininhas, sugerimos visitar o portal do governo: Clique aqui – Empresas&Negócios

A Conampe deseja muito sucesso a todos os empresários e empreendedores!
Vamos continuar divulgando as linhas de crédito e trabalhando para mais acesso, em 2021.

Categorias
Notícias

2020, um ano de desafios, inovações e resultados

2020 foi um ano de desafios e transformações. A Fampepar acompanhou a sua confederação, Conampe, e participamos, par e passo, do seu constante processo de reinvenção, sendo o seu acesso ao mundo digital uma das grandes conquistas.
Para isso a Conampe criou vários eventos virtuais, realizados de forma regular, atingindo diversos públicos e ampliando a sua atuação, em todo o País. Um desses eventos foi o Conampe Debate, sempre com convidados altamente qualificados para debater assuntos de grade importância para as microempresas, MEIs e pequenas empresas, bem como para a economia e o equilíbrio do país nas áreas dos postos de trabalho, atividade produtiva e equilíbrio social.

No final de abril, a Fampepar acompanhou, a Conampe realizou o seu primeiro Conampe Debate, comandado pelo presidente, Ercílio Santinoni, com a participação da equipe de consultoria credenciada e os convidados César Reinaldo Rissete, gerente da Unidade de Inovação e Competitividade do Sebrae Nacional, e Antônia Tallarida, subsecretária de Desenvolvimento das Micro e Pequenas Empresas, Empreendedorismo e Artesanato (SEMPE) do Ministério da Economia.

O tema desse primeiro Conampe Debate foi “A verdade sobre o crédito”. Este evento está no canal Conampe do YouTube e já teve mais de 3.150 visualizações.

No momento sua realização as dúvidas sobre a convid-19 e o que aconteceria no Brasil eram muitas. O que já se sabia é que as microempresas, os MEIs e as pequenas empresas iriam precisar de crédito.

Neste debate duas coisas ficaram claras: a posição da Conampe, representando a Fampepar e as demais entidades associados, em defesa do crédito efetivo para as micro e pequenas empresas, o apoio do Sebrae à proposta e a disposição do governo, através das equipes do Ministério da Economia, de atender e ampliar o acesso das microempresas ao crédito.

Durante o ano foram lançados os programas emergenciais Pronampe e PEAC Maquininhas. De fato, houve um aumento do acesso ao crédito, isso é inegável. Mesmo assim, as necessidades por crédito na maioria das microempresas ou empresas de pequeno porte é muito grande e outras formas de acesso precisam ser estudadas para aumentar a capacidades de sobrevivência dessas empresas.

Em 2020, houve avanços e a Conampe se orgulha de ter participado dos debates, no Ministério da Economia, no Senado e Câmara dos Deputados, no Fórum Permanentes das Microempresas e Empresas de Pequeno Porte e outros espaços, tendo contribuído com informações e sugestões.

O mundo dos pequenos negócios no Brasil tem uma realidade bastante desconhecida dos governos, da elite e das maiores empresas. Foram essas particularidades que a Conampe, através do seu presidente, Ercílio Santinoni, e suas equipes tentou levar ao governo federal, aos deputados federais e senadores.

Cabe aqui um destaque e um reconhecimento: a imprensa brasileira, de atuação nacional, regional e local, abriu espaço para a Conampe, como nunca antes nos 35 anos da história da Confederação. Com isto, milhões de brasileiros tiveram mais acesso sobre a realidade das empresas que formam os pequenos negócios, responsáveis por quase 30% do PIB, por mais de 50% dos empregos formais e por 80% da contratação de jovens para o primeiro emprego.

Ao lembrarmos o nosso primeiro Conampe Debate, registramos e destacamos o nosso agradecimento à imprensa, ao governo federal (subsecretarias e Sepec/Ministério da Economia), Congresso Nacional (senadores, deputados federais e Frente Mista das Micro e Pequenas Empresas), ao Sebrae, aos diretores e associados ao Sistema Conampe, às lideranças do movimento, aos apoiadores e patrocinadores dos nossos eventos e a todos que colaboraram, que participaram dos eventos, que estiveram juntos nas atividades do programa Associativismo 4.0 para acesso a mercados, da Confederação das Federações (Fampecs) e Associações (Ampecs).

Crédito – Por falar em crédito, a Conampe está divulgando a linha Peac Maquininhas, operação que poderá ser solicitada a partir do site da Conampe até este domingo, dia 27. Toda a solicitação é on-line, sem burocracia e sem fiador.
Se você precisa de crédito, veja aqui no site – Clique AQUI