Categorias
Notícias

Encontro Nacional da Micro e Pequena Empresa terá Carlos Da Costa, Carlos Melles e Valdemar Bernardo Jorge na abertura, dia 19

O secretário de Estado do Planejamento e Projetos Estruturantes, Valdemar Bernardo Jorge, representará o governo do Paraná na abertura do XIX Enampe, nessa quinta-feira, dia 19 de agosto, às 19 horas, em Curitiba. A abertura contará ainda com o presidente da Conampe, Ercílio Santinoni, que receberá Carlos Da Costa, secretário especial de Produtividade e Competitividade do Ministério da Economia; Carlos Melles, presidente do Sebrae Nacional; Fernando Moraes, presidente da FACIAP e do Conselho Deliberativo do Sebrae-PR, e Vitor Roberto Tioqueta, diretor Superintendente do SEBRAE/PR.

O tema geral do Enampe é “Pequenos Negócios e um novo olhar para as oportunidades”. Será aberto na noite de quinta-feira, dia 19, e prosseguirá durante a sexta-feira, a partir da 9 horas. Toda a programação será transmitida pela Internet, no canal Conampe do YouTube. Para ter acesso às salas online do Enampe as inscrições são gratuitas e podem ser feitas no site conampe.org.br/eventos. Contatos com a Conampe podem ser feitos pelo e-mail imprensa@conampe.org.br, com o jornalista Diniz Neto.

Valdemar Bernardo Jorge coordena a secretaria de Planejamento, na equipe do governo do Paraná, onde vem atuando para concretizar projetos fundamentais para o Estado, dentre eles, o Plano de Retomada Econômica 2021/2022, o Programa Paraná Produtivo e o Plano Estadual de Desenvolvimento a longo prazo.

Ele é advogado, mestre em Direito Econômico e Social pela PUC-PR, tem pós-graduação em Direito Empresarial e Direito Tributário pela mesma instituição. Além da formação em Direito, tem curso superior em Informática pela Universidade Federal do Paraná e possui experiência com docência. Ele trabalhou como professor na Escola Superior da Magistratura Federal do Paraná, na Faculdade da Indústria IEL e na UniCuritiba. Preside o Partido Republicanos, no Paraná.

Também participará da abertura do XIX Enampe o secretário Especial de Produtividade e Competitividade do Ministério da Economia, economista Carlos Da Costa. Ele tem afirmado que as MPEs podem gerar crescimento de mais de 4% até 2030. Estudos demonstram que a produtividade das micro e pequenas empresas é o equivalente a 22% dias grandes companhias do país. Esta será uma das informações que serão apresentadas pelo economista, responsável pelas políticas públicas de apoio aos pequenos negócios no Ministério da Economia.

Carlos Da Costa é economista pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro, com mestrado e Ph.D (ABD) em Economia pela University of California. Foi diretor de Planejamento, Crédito e Tecnologia do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES); presidente do Instituto de Performance e Liderança; executivo residente no JP Morgan e sócio-diretor do Ibmec Educacional. É fluente em inglês, francês, espanhol e italiano. Foi professor de Economia e Finanças no Ibmec, na UERJ e no Instituto Brasileiro de Mercado de Capitais.

Estarão na abertura do Enampe o presidente da Conampe, Ercílio Santinoni, que receberá Valdemar Bernardo Jorge, Carlos Da Costa e também Carlos Melles, presidente do Sebrae Nacional; Fernando Moraes, presidente da FACIAP e do Conselho Deliberativo do Sebrae-PR; Vitor Roberto Tioqueta, diretor Superintendente do SEBRAE/PR.

A programação final do evento está publicada no site conampe.org.br/eventos.

Contatos com a Fampepar/Conampe:
Diniz Neto – Jornalista
WhatsApp (44) 99122 8715

Categorias
Notícias

Governo anuncia prorrogação do prazo de carência dos empréstimos do Pronampe

O secretário especial de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Economia, Carlos Da Costa, informou nesta segunda-feira (8) que o governo decidiu prorrogar por mais três meses o prazo de carência dos empréstimos concedidos a empresários por meio do Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe).

O Pornampe foi criado em maio do ano passado como uma forma de ajudar pequenos empresários a enfrentar a crise provocada pela pandemia, o que permitiu ao empresário emprestar até 30% do faturamento, com pagamento em 36 vezes e juros de até 1,25% mais taxa Selic.

O programa tinha prazo de carência de oito meses, e os empréstimos começariam a ser pagos neste mês de março.

“O Ministério da Economia acabou de aprovar uma extensão de três meses na carência. Ou seja, aquele empresário que tomou recursos em agosto e que teria que começar a pagar agora […] terá mais três meses, no meio dessa situação muito difícil, para ter um pouco de alívio”, afirmou Costa.

De acordo com Carlos Da Costa, o governo articula um projeto de lei para permitir que recursos do Pronampe não usados em 2020 (cerca de R$ 2 bilhões) sejam usados em 2021. O secretário também infomou que negocia com o Senado mais R$ 4,8 bilhões para ajudar a socorrer empresas.

O presidente da Conampe, Ercílio Santinoni, destaca a importância da ação do secretário Carlos Da Costa, que busca aproveitar as sobras de recursos através de lei. Isso será possível em função da nova PEC para pagamento emergencial e previsão em novo projeto de lei.
De fato, confirma Santinoni, os pequenos negócios precisam de apoio urgente, pois o agravamento da covid-19 no Brasil e as medidas adotadas nos estados para conter a doença atingiram as empresas de forma duríssima, nas últimas semanas.